O RPG e as amizades que derrotam dragões!

O pessoal do canal Loot Crate fez um vídeo incrível replicando uma situação típica com a qual muita gente — eu incluso — se identificou. O McTusk até legendou — é só ativar ali na engrenagenzinha no canto inferior direito.

Imagine que você e seus amigos são heróis de um mundo fantástico, cheio de magia. Seu trabalho é combater terríveis monstros, explorar antigos castelos e recuperar tesouros de reis do passado. Uma amizade capaz de derrotar dragões resiste a qualquer coisa!

É isso. 🙏 ❤ 🎭 🎲

Como cativar iniciantes?

Aqui no Brasil, na década de 90, tivemos inúmeros investimentos na captação de novos jogadores. Foram lançados e promovidos produtos incríveis como o Hero Quest da Estrela, os livros-jogos das Aventuras Fantásticas publicados pela Marques Saraiva (que agora estão nas mãos da querida Jambô Editora) e os incríveis Dungeons & Dragons e Dragon Quest, da Grow. Ah! E o First Quest da Abril Jovem.

Depois, disso, a Devir Livraria promovia o Encontro Internacional de RPG cumprindo um papel fundamental fomentando o RPG entre os mais jovens, com a sexta-feira do evento especialmente dedicada a receber escolas e difundir o jogo entre iniciantes. Por uma série de fatores, depois de 2005 isso infelizmente se extinguiu. 🙁

A Devir e o próprio d3system também tiveram inúmeras iniciativas de circular com RPG pelos SESC’s, SESI’s, SENAI’s, CEU’s e por escolas públicas e privadas. Foi participando e me apaixonando por cativar novos jogadores que, nos últimos 2 anos, venho conduzindo a a Roleplayers a circular por eventos de toda natureza — anime, games e quadrinhos — divulgando o jogo entre os mais jovens.

Contudo, embora não haja nenhuma pesquisa sobre o tema, estou envolvido até a gengiva nesse mercado desde 1993 e posso dizer que, no decorrer da última década, a faixa etária do público de jogadores deu uma bela envelhecida.

Estamos mais velhos e continuamos aventureiros!

Por um lado, isso é bom demais, porque mostra como o jogo é capaz de cativar o público por anos a fio. Por outro é ruim, porque pode indicar que os mais jovens tem se interessado menos por esse jogo totalmente baseado na imaginação.

Aqui na Roleplayers, nossa aposta é que o faz de conta do RPG só precisa de um empurrãozinho. ❤

Pra cativar o público, acreditamos que basta o RPG ser mais demonstrado, mais visto, mais experimentado. Incentivamos jogadores a participarem de eventos e iniciativas que mostrem o potencial cultural e social desse jogo incrível. Acreditamos tanto nisso que estamos profissionalizamos narradores e investindo financeiramente nisso. 😉

Lógico que, liderando um projeto comercial, pode soar até oportunista incentivar as pessoas a narrarem para novatos, afinal isso pode acabar ampliando o número de jogadores existentes e, com isso, ampliar o mercado, né?

Acredite, vai ser bom pra todo mundo.

O vídeo taí pra mostrar isso. 😉

Particularmente, tive a sorte de conhecer o RPG muito cedo e participar de alguns desses momentos retratados no vídeo. Alguns dos narradores que trabalham na Roleplayers estão entre essas pessoas com quem divido histórias de décadas. É um prazer enorme ver amizades como essas do vídeo nascerem e perdurarem e é um prazer maior ainda ser parte delas.

Quero que continuemos sendo assim. Quero que a Roleplayers continue sendo vetor disso.

#VAIROLEPLAYERS! ❤ 🎭 🎲

Author: Bruno Cobbi

Lidero a Roleplayers na transformação de RPG em negócio. Gosto de videogames, luta-livre e histórias bem contadas. Reciclo meu lixo, consumismo, stress e ideias. Adoro bom-humor, gente alto astral e cheiro de chuva no asfalto. Odeio bicho engaiolado, telefone tocando e pessoas que odeiam coisas demais. Nunca acho que tenho amigos o bastante e sei que o mundo é do tamanho que cada um consegue enxergar.

Share This Post On

2 Comments

Submit a Comment