[RESENHA] LotRO – Lord of the Rings Online

Olá Roleplayers!

Para todos que gostam de MMORPG (Massive Multiplayer Online RolePlaying Game), venho hoje falar um pouco sobre o Senhor dos anéis Online, um jogo que reúne vários jogadores do mundo (inclusive do Brasil) dentro da Terra Média. O jogo se passa na terceira era, mesma época em que se passa a trilogia Senhor dos Anéis e conta com missões históricas, nas quais você ajuda, vê ou cruza com personagens dos livros durante a jornada da comitiva para Mordor. O ponto de partida é diferente para cada raça escolhida e, sendo assim, caso você escolha um Hobbit, Anão, Humano ou Elfo, você começará numa parte diferente do mapa com missões completamente diferentes umas das outras.

Essas raças que citei, são as raças disponíveis no jogo e há uma variação grande de classes (algumas restritas à determinadas raças) sendo elas:

Dwarf(Anão) Elf(Elfo) Hobbit Man(Homem)
Burglar (ladrão) Burglar-icon.png Burglar-icon.png
Captain (buffer) Captain-icon.png
Champion (guerreiro) Champion-icon.png Champion-icon.png Champion-icon.png
Guardian (tank) Guardian-icon.png Guardian-icon.png Guardian-icon.png Guardian-icon.png
Hunter (arqueiro) Hunter-icon.png Hunter-icon.png Hunter-icon.png Hunter-icon.png
Lore-master (mago) Lore-master-icon.png Lore-master-icon.png
Minstrel (bardo) Minstrel-icon.png Minstrel-icon.png Minstrel-icon.png Minstrel-icon.png
Rune-keeper (mago/clerigo) Rune-keeper-icon.png Rune-keeper-icon.png
Warden (guerreiro com lança) Warden-icon.png Warden-icon.png Warden-icon.png

Retirei essa tabela acima (retirada do LOTRO Wiki) e adaptei o que está entre parenteses para mostrar quais são as classes disponíveis para cada raça e falar um pouco sobre como funciona a mecânica do game.

Algumas classes como o ministrel, o rune-keeper e o capitão podem ter roles diferentes durante o jogo, o que significa que você não estará fechado em possibilidades com eles, isso torna a diversidade dos grupos muito variável. O ministrel por exemplo, pode ativar habilidades que fazem com que todas as suas canções curem menos e deem mais dano ou curem mais e quase não machuquem os inimigos. O capitão pode trocar a qualidade de seus buffs e debuffs por danos maiores ou até aumentar seus buffs diminuindo os debuffs. O rune-keeper funciona como um mago (lore-master) porém, pode trocar sua postura de ataque por cura e assim ele se torna um intermediário entre o ministrel e o lore-master.

Uma das coisas que eu particularmente achei muito legal no jogo é que diversas habilidades dão efeitos no grupo o que faz com que obrigatoriamente todos que se unam para realizar alguma missão sejam beneficiados pela atuação individual e há uma gama de habilidades enorme para cada classe garantindo uma personalização do personagem muito maior. Há também níveis em que se escolhe melhorar algumas delas e a escolha do jogador influenciará em qual tipo de personagem ele terá (mais agressivo, mais suporte ou menos suporte).

Equipamento é o que não falta em Lord of the Rings Online. Conta com um número gigantesco de itens diferentes e a isso soma-se os fabricados pelos próprios players. Ainda há os cosméticos que são armas e armaduras que podem ser equipados para mudar o visual do herói e que não mudará os atributos e bônus. Falando em criação, há um sistema de craft que também é bem elaborado e extenso podendo-se fabricar armas, armaduras, jóias e até comida! Sim! Como os fãs de Senhor dos Anéis sabem, comida é algo muito importante quando se anda pela Terra Média em meio a um crescente temor pelo reaparecimento da Sombra que trás consigo criaturas malignas, desolação, corrupção dos povos e o olho de Sauron em busca de seu anel de poder.

Os gráficos do game (testei com uma GFX-650 DirectX 11) são, na minha opinião, muito bons e extremamente bonitos e fiéis às descrições de Tolkien e deixam a desejar somente no concept de personagens,  o qual eu acho que poderia ser melhor trabalhado. As ambientações de quando se entra nas Terras Ermas, Floresta Sombria, Bree e outros lugares do jogo são bem coerentes e dão uma profundidade característica dos locais no que se diz respeito a cores e sons. Há montarias que podem ser utilizadas para locomoção no cenário pois em pouco tempo de jogo, percebe-se que ficar andando entre um local e outro é realmente cansativo.

Há muitas guildas, no jogo chamadas de Kinship, que juntam jogadores para realizar missões juntos. Há algumas raids nas quais uma quantidade maior de jogadores jogam juntos pois a Kinship normalmente aceita somente 5 jogadores juntos. Há um modo de exploração de tumbas no qual se entra no subterrâneo e o grupo deve chegar ao final da tumba acabando com os mortos vivos e recolhendo as recompensas que existem no caminho, e um modo que me chamou a atenção, chamado de Skirmishes, nesse modo você fica no topo de um forte onde há três entradas (norte, leste e oeste) e de tempo em tempo, uma trombeta toca e inimigos aparecem por uma delas. Até ai nada de mais porém, o que me fez gostar muito desse modo de jogo não é a mecânica e sim os inimigos. Às vezes, quando a trombeta toca, há uma mensagem de que o grupo de inimigos está vindo acompanhado de um general (Lieteunant) e é sempre variado entre trolls das montanhas, elementais, Uruk-Hai e outras criaturas que são bem divertidas de enfrentar. Ao final, o “chefão” desce em um dragão (na verdade é mais um falcão do inferno, montaria dos Nazgul) e após matar sua montaria desce e o enfrenta em uma luta corpo a corpo.

Ainda há um modo de jogo onde é possível jogar com o lado da sombra e escolher um dos inimigos como personagem. Não me atentarei nesse modo aqui pois não foi algo que eu explorei dentro do jogo visto que só habilita após você chegar num determinado nível com um personagem. Mas é um diferencial entre os jogos e com certeza deve ser algo muito divertido.

Quanto às missões, além das infinitas missões que há no game, há ainda missões de classe onde será específica para evoluir cada uma após um determinado nível; missões de ofício, que servirão para aumentar os níveis de craft do personagem; e missões da história que o levarão a partes da história da trilogia durante a terceira era auxiliando de modo indireto ou direto os personagens principais da comitiva do anel, em alguns pontos, é possível encontrar com eles e conversar até com Aragorn, Gandalf, Legolas ou Gimli.

Infelizmente, não há montarias aladas, então, temos de nos contentar com diferentes tipos de cavalos. Mas, para compensar, existem habilidades que podem ser utilizadas enquanto montado trazendo ao jogo um modo de luta montada que é bem bacana!

Uma das coisas que eu simplesmente amei no jogo (apesar de não servir para nada na mecânica) é a possibilidade de se tocar um instrumento, há diversos tipos de instrumento no game e quando se entra no modo de tocar instrumento é possível utilizar o teclado como notas musicais e tocar o que quiser. Para quem não consegue tocar ou não tem conhecimentos musicais, basta entrar em sites de arquivos de música (não lembro se .mid ou .wav) e colocá-las numa pasta específica do jogo. A música estará acessível para tocar sozinha quando no modo de tocar instrumento e é possível sincronizá-la com outros players que tenham o mesmo arquivo mas tocam outros instrumentos para formar sua banda na terra média!

O mundo da terra média online está expandindo cada vez mais, contando já com as expansões das terras do norte, das minas de Moria, Rohan, batalha do abismo de Helm e a nova expansão “The Breaking of Isengard”.

Lord Of the Rings Online é um jogo gigantesco e admirável para os fãs de Tolkien e amantes de MMORPG’s que com certeza vale a pena ser conferido! Ao meu ver, considerando os outros jogos de mercado do mesmo segmento, perde somente muitos pontos por não ter tradução para o português e pelo valor agregado ao jogo. As expansões, montarias e itens que são comprados com dinheiro ($$$) são muito caros na minha opinião. Como eu disse, as coisas pagas são opcionais (apesar de aumentarem o mapa e as possibilidades) e se você se interessou, não perca tempo, comece a jogar! mesmo que você já jogue, deixe sua opinião aqui também para os outros fãs e interessados!

fica aqui o link para acessar o jogo: www.lotro.com e da wiki para quem quer saber mais antes de jogar.

“Você pisa na Estrada, e, se não controlar seus pés, não há como saber até onde você pode ser levado. …”

– Bilbo Bolseiro

 

 

Author: Eduardo Vancsek

Share This Post On

Submit a Comment