Fúria de Príncipes #04: Morte: O Grande Momento da Vida

Com o patrocínio da Jambô Editora, toda segunda, 21h, Bruno Cobbi e eu nos reunimos lá no canal hitbox da Roleplayers para trilhar os passos de Colthar e Lothar, dois príncipes gêmeos em busca do trono num dos livros-jogo da Coleção Aventuras Fantásticas! Acompanhando ao vivo, você vota pra decidir a continuidade da aventura e ainda participa do sorteio de um montão de brindes!

 

Assista os episódios anteriores no YouTube ou leia os resumos aqui no site e confira o que rolou no terceiro episódio e os ganhadores dos prêmios logo a seguir! 😉

“Ó príncipe poderoso, nossos valorosos guerreiro e feiticeiro continuam sua jornada em busca ao encontro do desconhecido que o destino lhes reserva. Seguindo pela trilha que encontraram, contornando a encosta da montanha, eles se deparam com uma estranha encruzilhada: uma forca, forjada em madeira e ferro desgastado se revela diante deles com dois corpos pendurados já sem vida alguma e duas covas recém criadas no solo logo abaixo.
Os bravos cuidadosamente aproximam-se para examinar os corpos que pendem e balançam ao som uivante do vento e dos rangidos da madeira velha da forca: dois criminosos, dois assassinos marcados assim pelo calor implacável de ferros em brasa, foram deixados ali para apodrecer e terem seus corpos devorados pelos corvos.
Estavam já a deixar o local quando os deuses inspiraram o feiticeiro para que não se contentasse com saber o que eram os corpos que estavam à vista mas também revirasse a terra das covas recém fechadas para examinar os recém moribundos que ali jaziam.
Felizmente para os aldeões que viviam ali perto e infelizmente para nossos amigos, os deuses acertaram em cheio: ao menor toque nas covas, delas ergueram-se dois mortos-vivos sedentos por carne humana que partiram em direção do feiticeiro na ânsia de conseguir uma refeição suculenta. Ambos travaram uma batalha árdua e sanguinolenta contra aqueles corpos sem vida animados por magia obscura mas felizmente os deuses continuaram enviando-lhes sua inspiração e então conseguiram dizimar os corpos reduzindo-os a meras pilhas de carne podre, ossos e sangue corrompido. Porém, não saíram desta batalha sem cicatrizes: o príncipe feiticeiro se machucou muito por ter tomado a dianteira ao examinar as covas. O morto-vivo arrancou-lhe um pedaço de carne do ombro e desferiu um forte golpe contra sua cabeça que o fizeram ficar exausto. Lembraram, então, de suas provisões mágicas de viagem e descansaram por alguns instantes para consumi-la.  Com seus ferimentos regenerados, rapidamente os ferozes devolveram aquelas pilhas macabras para as covas e trataram de atear-lhes fogo para que não prejudicassem mais ninguém. 
Foi da vontade dos deuses mais uma vez que continuassem a seguir pela trilha e, sem que tivessem tempo de dar poucos passos, o feiticeiro logo sentiu que havia magia se manifestando no local. O vento se moveu com força e velocidade formando um grande redemoinho enevoado e eis que, do meio de suas brumas, surge um esqueleto flutuante coberto de andrajos grudados em seus ossos e um sorriso mortal assustador. Saindo daquela pilha de ossos flutuante, uma risada arrepiante ecoa pela floresta e chega aos ouvidos de nossos bravos: “Eu sou a morte que aguarda; eu vos trago suas crianças!” – disse a voz após terminar sua gargalhada fúnebre. Do meio dos andrajos, logo abaixo da imagem flutuante, surgem 6 pequenas figuras encapuzadas, inanimadas e de pele acinzentada. Três delas se dirigem à frente do Guerreiro e as outras três à frente do feiticeiro: “Escolham! Vislumbrem seus destinos” – diz a morte, gargalhando uma vez mais. Foi então que os ferozes encheram-se de toda a coragem que possuíam para confiar mais uma vez aos deuses sua intuição e escolheram os olhos de uma daquelas criaturas sem vida para fitar. Ambos entraram em transe imediatamente e deslumbraram visões horríveis de seus próprios corpos tendo suas vidas arrancadas. Quando retornam do transe, as figuras que fitaram dão um passo para trás, morte recolhe suas asseclas e desaparece em meio ao nevoeiro deixando que a Fúria dos Príncipes decida mais uma vez qual é o melhor caminho a trilhar…”

VENCEDORES DOS SORTEIOS

Livro

  • Roqnroll

Author: Leandro "Siegfried" Caldarelli

Narrador Fundador e Produtor da Roleplayers. É ator e diretor, apaixonado por RPG tanto quanto pelo teatro e sempre gostou muito de narrar em eventos. É entusiasta de tech art e sommelier de cervejas. Adora HQ's, Mangás, Anime, jogos eletrônicos (principalmente antigos) e jogos de tabuleiro. Narrativista e adepto do roleplay ao extremo, suas mesas geralmente são super imersivas, fazendo os jogadores mergulharem no universo da fantasia.

Share This Post On

Submit a Comment